ADORAÇÃO? LOUVOR? MERCENÁRIOS? VAMOS LER A BÍBLIA MAIS


Fazendo um julgamento no sentido de discernir, conforme tenho presenciado rotineiramente em meu curto caminho de Evangelho, quero convidar os irmãos que estão a ler essa matéria a raciocinar sobre o que é realmente adoração e o que é louvor. Observamos muito dentro da igreja e fora da igreja muitos falsos sentimentos e atitudes em relação á isso.
Falando de fora, vejo muito quando “cantores” (coloco entre aspas por que no MEU entender acho inapropriado isso a quem é servo de Deus, pois dá uma conotação de evento comercial) e assim sendo foge do princípio do amor verdadeiro ao Senhor e nosso propósito com Ele. Mas quando esses cantores se expõem na mídia, aparece como SHOW GOSPEL com fulano de tal e já fui muito criticado por esse meu pensamento um pouco contradizente do que a maioria pensa e gosta.
Eu sinto no fundo do meu coração um pesar nessas coisas, primeiro por que são milhares de pessoas impossibilitadas de entrar em um evento desses por causa de R$ 30,00 ou R$ 50,00. Se tenho uma família com 5 pessoas, como poderei “pagar” R$ 250,00 para poder ouvir momentos de “louvor e adoração”?Não me critiquem, raciocinem comigo dentro da Palavra. Sei que existe o custo do transporte, equipamentos, banda, músicos, local etc, mas estritamente na Palavra, como pode isso ser um evento de louvor e adoração á Deus? Onde muitas pessoas são privadas de entrar pelo custo? Já pensou se nas igrejas fossem cobradas entradas para assistir os cultos? Nesse ponto acredito que poderia ser mais acessível á todos.
Esse é um ponto de toda a história irmãos, que por traz da grande placa de “muitos” e não todos está apenas um marketing comercial em cima daquilo que é incorruptível, a Palavra de Deus. Quem realmente adora a Deus em um evento apenas Gospel assim? Será que usam o movimento gospel para atrair as pessoas para ouvir a Palavra lá ou usam o 1/10 do tempo com a Palavra para justificar o Gospel? Não sei, porém sei que esses movimentos, não todos deixo claro, movem profundamente o emocional das pessoas, raríssimas pessoas conseguem sair edificadas de um lugar desses e muitos já me disseram, puxa!, Deus pode falar com alguém lá, concerteza pode, mas nunca usaremos isso como justificativa para o errado, pois como vários exemplos na bíblia, Deus também usa os erros dos homens para fazer sua obra, mas não que isso seja agradável a Ele.
Talvez se o modo como o qual é organizado esses movimentos fossem diferentes, Deus se agradasse, pois qual é o motivo principal? Adoração ao Senhor, e o que vemos? Adoração ao homem, fãs enlouquecidos pelos cantores e cantoras, independente do que cantam, e quem nesse momento realmente está adorando e louvando a Deus? Se perguntem sobre isso, alguém já passou por isso. Louvar significa agradecer, bendizer, agradecer por suas obras em nossas vidas, veja como define o salmista em SL 150 “LOUVAI ao Senhor. Louvai a Deus no seu santuário; louvai-o no firmamento do seu poder. Louvai-o pelos seus actos poderosos; louvai-o, conforme a excelência da sua grandeza. Louvai-o com o som de trombeta; louvai-o com o saltério e a harpa. Louvai-o com o adufe e a flauta; louvai-o com instrumento de cordas e com órgãos. Louvai-o com címbalos sonoros; louvai-o com címbalos altissonantes.Tudo quanto tem fôlego, louve ao Senhor. Louvai ao Senhor”. Essa é uma ótima definição do que é louvar a Deus, porém o coração de muitos ainda não está preparado para entender isso, os fatos emocionais estão muito mais a flor da pele nesses eventos do que o momento racional, no sentido de entendimento do louvor que pode sim agradar a Deus verdadeiramente.
Tem ainda o grande risco da idolatria nisso, conheço inúmera pessoas que apenas dizem vou por que é fulano de tal, fulana de tal, e onde está Jesus aí? É a mesma coisa dizer, vou a igreja por que é o pastor X ou Y que vai estar pregando, não vou a igreja por que nosso Senhor estará lá? Por que o Espírito ira ministrar palavra de Justiça para nosso coração? É realmente os conceitos estão distorcidos nesse neopentecostalismo, onde tudo pode, sem temor e tremor, sem na verdade ter o amor a Palavra, como era no princípio. E adorar a Deus? O que significa? Vejamos um bom exemplo em Ne 8.5-6 “E Esdras abriu o livro, perante os olhos de todo o povo, porque estava acima de todo o povo, e, abrindo-o ele, todo o povo se pôs em pé. E Esdras louvou ao Senhor, o grande Deus: e todo o povo respondeu, Amém, Amém! levantando as suas mãos; e inclinaram-se, e adoraram ao Senhor, com os rostos em terra. Adorar a Deus é reverenciá-lo, honrar sua majestade, ser obediente a sua Palavra. No AT Deus era adorado através da sua Lei e do ritos sacrificiais e os ritos acabaram com a morte de Jesus na cruz, um sacrifico perfeito.
Adorar a Deus é acreditar em sua Palavra, ser fiel as Escrituras, honrá-lo, desejá-lo em oração, buscá-lo, buscar estar na sua perfeita vontade. Mas quanta confusão se faz disso não é? Muitos dizem, vamos adorar ao Senhor, mas sabem o que significa? Voltemos a Neemias, quando Esdras abriu o livro da Lei para ler ao povo como era costume, o povo se regozijou em poder adorar a Deus pela sua Palavra, e se voltarmos em Neemias 8.3 vemos que a Palavra era lida da alva até meio dia e o povo não arredava o pé de lá e ainda regozijavam de alegria por isso, que amor mais lindo e verdadeiro, amor pela Palavra, quem tem isso hoje em dia?
O que mais machuca nas pessoas é ouvir essas verdades e muitas se vestem disso e não se quebrantam para mudarem para o Evangelho verdadeiro. Tudo pode ter mudado nessa história da humanidade, tecnologia, ciência, valores, costumes, mas a Palavra de Deus permanece imutável e fiel para sempre, os valores de Deus não mudaram apesar das dos homens terem mudado, Deus continua com a mesma santidade e mesmo padrão moral sempre e a forma de adorá-lo e louvá-lo não mudou também.
Dentro da igreja muitos dos grupos de louvor se vestem de pop estar, estrelas, famosos, buscam a forma que vão agradar ao público, trazer fama, aceitação e aprovação e esquecem que tudo, absolutamente tudo no culto é voltado para adoração e louvor a Deus, jamais para qualquer ser humano ali, nesse culto somos os necessitamos do amor de Deus e vamos para honrá-lo em agradecimento pelas suas misericórdias e amor imerecido para conosco. Alguém lembra-se disso? Os cantores gospel que buscam a fama deveriam rever esses conceitos satânicos e perdidos, louvor a Deus não é comércio, não é status, não busca sua glória e sim de Deus (2Co 10.12), não move o emocional das pessoas, mas leva elas a adorar e louvar a Deus de todo o coração verdadeiramente em espírito e em verdade, não é apenas um processo mental, mas envolve profundamente o espírito da pessoa com Deus.
Num evento gospel ou mesmo na igreja, os ministros de louvor e não cantores devem primeiro independente do que acha o público ou não, buscar agradar ao Senhor com seu louvor e esse amor concerteza quando for verdadeiro levará as pessoas a amar mais e mais e a louvar mais e mais a Jesus nosso Senhor, assim também como quem prega, não deve se preocupar se a mensagem não agradará o público, mas sim deve ser feito a vontade de Deus, pregar o evangelho e sabemos que ele é duro para quem não está em comunhão com Deus. Deve-se acabar com esse o que vou “cantar” as pessoas vão gostar? Você não está louvando para elas, mas sim para Deus, o grande erro é achar as pessoas que o culto é preparado para os homens, isso leva ao erro e distorce o principio indelegável, o culto racional (Rm 12.1) a nosso Senhor e salvador Jesus Cristo. E não confundamos outro grande princípio irmãos, de que nosso Deus é Santo e engana-se de que todos os ritmos são do Senhor, podem não ser do diabo, pois a única coisa que ele é dono é da mentira (Jo 8.44) e muitos utilizam sons pesados, super guitarras, letras mirabolantes que na maioria das vezes só fala do meu EU e nada de louvor, músicas extremamente irritantes ao bom e suave som de harmonia dos ouvidos que mais incitam as pessoas a cometer loucuras heréticas nos “shows” e nos cultos, fazendo com que façam totalmente o oposto da verdadeira adoração e louvor racional e manifestem apenas os sentimentos carnais.
Veja o que Paulo disse aos Colossensses Cl 3.16 “A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos ecânticos espirituais, cantando ao Senhor com graça em vosso coração”.
O que Paulo disse? Salmos, hinos e cânticos espirituais, é isso que devemos fazer, cânticos espirituais, e quantos aí são hoje? Som alto, musica pesada, letras sem conteúdo e apenas do meu EU, como podemos chamar isso de hinos? Salmos? Cânticos espirituais? Sem contar nos “cantores” mercenários e corruptos, que fazem o que é para ser íntimo entre o homem e Deus em um comércio, coloco para os irmãos na íntegra o comentário de um irmão da fé meu, vejam: “Paz do Senhor Jesus Cristo! muito bem meu irmão são coisas como esta que eu não engulo, pois uma certa cantora falou que se não colocar um hiino ou musica que fale de anjos não vende seus cds, ou seja o seu interesse é vender seu produto e não louvar nosso Deus” É atrás disso que muitos vão hoje, muitos irmãos cegos de entendimento, movidos pelo emocional e não pelo Espirito.
Devemos ler mais a bíblia, aprender de Deus para amá-lo de verdade e honrá-lo e não se moldarmos ao mundo que cria esses conceitos satânicos e as pessoas acabam trazendo para dentro do templo santo de Deus com a finalidade nobre desses servos dizendo que Deus criou todos os ritmos, musicas etc… Nosso Deus é Santo, assim como de verdade se adora, está em Ap 4.8 “E os quatro animais tinham, cada um de per si, seis asas, e ao redor, e por dentro, estavam cheios de olhos; e não descansam nem de dia nem de noite, dizendo: Santo, Santo, Santo, é o Senhor Deus, o Todo-Poderoso, que era, e que é, e que há de vir”. Apesar de parecer um pouco critico quanto a esse assunto, não posso deixar de expor para conhecimento dos irmãos, pois creio que se uma alma se converter dessas coisas, já fiz meu papel de servo nessa vida Tg 5.20 “Saiba que aquele que fizer converter do erro do seu caminho um pecador, salvará da morte uma alma, e cobrirá uma multidão de pecados” e falo sem restrição para com os homens, pensando em como agradar a Deus (Gl 1.10) e principalmente, como falamos aos homens, sabemos que falamos a nós também essas coisas e vigio como Paulo disse: 1Co 9.27 “Antes subjugo o meu corpo, e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado.”
 Peço desculpa por ser muito longo o texto, mas ainda restringi muito do que poderia expor com profundidade ao irmãos, parece cansativo a leitura, mas é para edificação dos filhos de Deus. Que Deus abençoe a todos em nome de Jesus.
Esse post foi publicado em Estudos e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s